segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Professora é morta vítima de estrangulamento e suposto estupro

Uma mulher foi encontrada morta na madrugada do ultimo domingo(07), no Polo JK, próximo à União Química, em Santa Maria. Segundo informações, o corpo de Janaina Alves de 22 anos, que era professora em Novo Gama, foi encontrado em num matagal com sinais de estrangulamento e fortes indícios de violência sexual. O caso está sendo apurado pela 33° DP e de acordo com o delegado responsável pelo caso, até o momento não há pistas do autor do Crime.

Segundo informações, a professora foi vista pela última vez na quinta-feira (4), na companhia de um amigo. Na sexta-feira (5), parentes e amigos estranharam o fato de ela não ter postado nada em uma rede social, bem como não ter comparecido na escola para ministrar suas aulas e de imediato acionaram a polícia.

O corpo só foi encontrado na madrugada de domingo por um catador de reciclados, que ao passar pela área, encontrou o corpo debaixo de tábuas e papelões parcialmente nu e com sinais de violência.

De acordo com a polícia, a professora foi agredida e teve o corpo todo marcado por hematomas. As marcas das agressões se concentraram principalmente na região da cabeça.

Próximo ao corpo foi encontrado um preservativo que foi recolhido e será analisado pela equipe técnico cientifica da Polícia Civil para tentar identificar o autor do homicídio. No Instituto de Criminalística encontra-se um arquivo de sêmem que pode, ao ser confrontado, identificar o autor do crime. Ainda de acordo com a polícia, o laudo que comprovará se houve violência sexual será divulgado em 15 dias. Porém o sinal de estrangulamento já está comprovado pela perícia da Polícia Civil, no momento em que foram até o local em que o corpo foi encontrado.

Algumas perguntas a polícia pretende solucionar em breve, entre as quais estão: O que levou essa professora até o local? Se foi espontaneamente ou se foi obrigada a chegar lá, uma vez que o local é de difícil acesso devido o período chuvoso?

Janaína era mãe de três filhos de 1, 7 e 10 anos, e morava com os pais no Pedregal, bairro do município de Novo Gama e segundo informações de pessoas próximas, era uma pessoa muito querida na região, bem como pelos alunos que a chamava carinhosamente de “Tia Janaína”.

Vários amigos postaram nas redes sociais a tristeza em perder prematuramente a amiga. Muitos também compareceram ao sepultamento de Janaína ocorrido no Cemitério do Gama, nesta segunda-feira (08) em meio a comoção, o clima de revolta imperava entre muitos ali presentes. “Perdemos uma mãe para um covarde que não tem coragem de dar as caras e nos encarar. Que a justiça seja feita” disse um amigo.

A polícia pede que quem tiver alguma informação que possa leva-los a solucionar esse crime que vá a uma delegacia próxima ou ligue para o disk denúncia pelo número 197, sem preocupação, pois sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo.


A maioria dos estupros no Distrito Federal acontecem nos finais de semana, onde registrou nos primeiros 8 meses deste ano, 393  casos. O domingo foi o dia com maior incidência.

Leia mais em: www.agenciasatelite.com.br

Nenhum comentário :