segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Casal homossexual é morto e decapitado e queimado em Novo Gama




A polícia investiga a morte de um casal homossexual que foi decapitado e queimado dentro de casa na madrugada desta segunda-feira (24) no Pedregal, bairro do Novo Gama (GO), região do Entorno do DF. As informações foram repassadas pelo 5º Comando Regional da Polícia Militar do Estado de Goiás. A polícia informou que José Dalvalei Alves Pereira, de 37 anos, morava junto com um travesti, identificado até o momento somente como Camila, há mais ou menos um ano.
O padrasto de Pereira afirmou que nenhum dos dois tinha envolvimento com drogas, mas que costumavam beber e nos últimos dias começou a receber ameaças de morte, segundo o mesmo informou. Na noite deste domingo (23), o casal teria se envolvido em uma confusão depois de tomar cerveja em um bar da região.

A polícia investiga o caso, mas ainda não tem pistas sobre os autores, nem o motivo do crime.


A mãe adotiva de Dalvanei, Maria da Conceição Vasconcelos, 55 anos, informou que o filho já estava recebendo ameaças, mas não sabe o motivo, nem de quem teria partido as provocações, somente há a informação recebida do próprio filho de que este teria recebido ameaças da vizinha nos últimos dias, porque estaria saindo com o marido dela.

Apesar dessas duas denúncias, a polícia prefere trabalhar com a hipótese de que uma terceira pessoa teria ido à casa do casal nesta madrugada e bebido com eles.

O crime aconteceu por volta das 3h na quadra 672 da cidade. Inicialmente, os vizinhos acionaram equipes do Corpo de Bombeiros acreditando que se tratava somente de um incêndio. No entanto, depois que os homens do resgate chegaram ao local e controlaram as chamas, dois corpos carbonizados sem as cabeças foram encontrados dentro da residência. Cerca de 25 minutos depois, o Ciops recebeu outro chamado. Populares haviam encontrado duas cabeças jogadas no meio da rua, em frente a um lote vazio na Quadra 668, aproximadamente um quilômetro do local onde os corpos foram encontrados. A Polícia Civil foi acionada e uma perícia foi realizada para identificar o quê de fato aconteceu nas cenas do crime. Os resultados devem ficar prontos em até 30 dias. A ocorrência está registrada no Ciops (Centro Integrado de Operações e Segurança) da cidade, que investiga o caso. Até o momento, ninguém foi preso. (Fotografias cortesia ValTV.org)


  • Click to enlarge image 01.JPG
  • Click to enlarge image 02.JPG
  • Click to enlarge image 03.JPG
  • Click to enlarge image 04.JPG
  • Click to enlarge image 05.JPG
  • Click to enlarge image 06.JPG
  • Click to enlarge image 07.JPG
  • Click to enlarge image 08.JPG
  • Click to enlarge image 09.JPG
  • Click to enlarge image 10.JPG



  • 2 comentários :

    Anônimo disse...

    Gente que horror! espero que esse mostro que fez isso seja preso! imagem chocante principalmente de uma que ta com a linguá pra fora e a outra olhando ainda... isso e falta de deus no coração que pratica um amaldade dessas nao merece nem perdão

    Anônimo disse...

    o ser humano e muito maldoso se matar uma pessoa por causa de sua opçao sexual e isso e conversa pra boi dormi a sexualidade no brasil e livre.a pessoa que fez pensa que vai pagar quando morre nao ele vai e pagar em vida por tudo que fez isso e um crime meu deus que maldade.